Dragões

16-03-2021

Um parágrafo introdutório dá aos leitores uma ideia do que podem esperar. Ele pode ser usado também como uma curta prévia na lista dos artigos. Uma formatação distinta irá ajudar a sobressair dos demais textos. Leia mais sobre como formatar os seus artigos.

Utilize títulos para dividir conteúdo

Parágrafos mais curtos tornam o texto mais fácil de ler. Tente abordar uma ideia em cada parágrafo e os seus leitores irão achar fácil a navegação através do seu artigo. Você poderá também destacar as ideias importantes. A única coisa que falta fazer é escrever o seu artigo. Nós preenchemos uma parte de espaço para que possa ver com que clareza os artigos podem ser formatados.

Sobre os Dragões

Sobre os Dragões. Símbolos de riqueza, de sabedoria, de poder interior. Mestres alquimistas, que existem, tal como tantos seres existem no plano "invisível", noutras dimensões que permeiam a nossa.

Quando se fala do "nosso guardião", ou do nosso dragão guardião, é importante ter em conta que os Dragões são livres, não podem ser encarados como uma espécie de animal domesticado que está ao nosso serviço. Nem uma espécie de desenho animados que satisfaz a nossa necessidade de fantasiar neste mundo.
Os Dragões existem, são reais. Têm vários de evolução de consciência, tal como os seres humanos. Consoante mais sábio um ser humano, diferente será o nível de evolução do Dragão que o acompanha.
Os Dragões estiveram envolvidos na própria criação da matéria cristalina do planeta Terra, e são co- responsáveis pela criação do atributo da Alquimia, da transcendência, da Força da Vida que existe neste planeta tão abundante que habitamos.


Como filhos e filhas da Mãe Terra, desta potência belíssima de co- criações infinitas, estamos intimamente conectados aos Dragões, que em última instância, é dizer que estamos conectados à nossa própria matéria. É natural que se encontrem tantos conceitos em que os Dragões são associados a este serviço, o ligar o Céu e a Terra. Com todos os exageros, ilusões, delírios possíveis nesta Era em que vivemos, muitos falsos mestres, pessoas com transtorno narcisista- "líderes"/ professores espirituais com patologias graves a nível de personalidade e comportamento, se associam e se proclamam "canais" de Dragões, pela sua simbologia de poder, porque querem estar associadas a esta imagem de poder.


Os Dragões são seres reservados, conhecem muito bem a dimensão egóica do ser humano, ainda mais no plano dito "espiritual". Conectam-se a quem está no caminho da humildade, e têm tanto para ensinar! Mas, para se ter o privilégio de se ter um bom professor, importante também ser-se um bom aluno, dedicado. A arrogância é o maior antídoto à aprendizagem. Os Dragões ajudam as pessoas a se verem a si mesmas, a se auto- conhecerem, essa, é a sua grande arte, ajudar-nos a mergulhar-nos em nós mesmos, atravessando tempestades, aprendendo a identificar as nossas feridas e limitações, e a encontrarmos os nossos tesouros internos. 


Tal como o Dragão Branco da História Interminável, que ajudou o menino a passar de tímido e envergonhado, a guerreiro valente, sendo que uma das últimas provas, em que quase todos falhavam, era na prova de se verem a si mesmos no espelho.


Já trabalhei com muitas pessoas que me procuraram, em busca do seu poder pessoa, e é aqui que falham, que se "ofendem" com o que é mostrado.

Ao longo dos anos tenho desenvolvido cada vez mais o método das Constelações Cristalinas (r) precisamente visando criar contextos para as pessoas se (re)conhecerem e se (re) colocarem na Vida. Novos cursos estão sendo preparados com uma equipa experiente que faz trabalho comigo nesta plataforma há anos, em poucos meses serão divulgados, e serão a nata da nata deste caminho feito com tanta dedicação, entrega e amor da nossa parte.

Eu sou psicóloga de formação, desde 1999, em meditações comecei a encontrar seres que desconhecia, Dragões de Luz, das Estrelas, que me ensinavam coisas sobre a forma como podia auxiliar os processos de cura das pessoas como terapeuta. Ao longo dos anos, com muita experiência e espírito de aventura e descoberta, tenho desenvolvido as técnicas e o método que me ensinam, numa parceria muito respeitosa e bonita, que está ao serviço do desenvolvimento da humanidade. 


Comecei a dar voz a quem são de verdade, desmistificando a falsa imagem dada nomeadamente pela Igreja, antes de se falar em Dragões no "mundo espiritual/ holístico", antes do Avatar ou de como Treinares o teu Dragão terem sido lançados. "Escolheram-me" em Portugal, para ser sua porta voz. Iniciei vários projectos ao longo dos anos dos quais me afastei, afastando-me das intenções egoístas e auto- centradas de muitos que nos procuraram. Dedico-me ao estudo silencioso e profundo daquilo que têm para me ensinar há 22 anos. 

Honro profundamente estes seres, e já me magoou ver o que muitos fizeram à sua imagem, tentando transformá-los, e a si mesmos, em estrelas de Holywood. Tentaram torná-los em imagens de marca, que ajuda a vender a imagem de quem deles fala. Na altura não entendi, era uma miúda meio tímida neste meio, sem pretensões de "canalizar" fosse o que fosse. Hoje, tantos anos depois, acho que entendo. Fui escolhida pelo meu Amor e respeito à sabedoria,   de facto, sempre fui boa aluna na escola :).  


Mais do que falar sobre Dragões, desejo muito que as pessoas se conectem a si mesmas, ao mais profundo e puro do seu ser, para poderem ter por si mesmas estas experiência fabulosa... quiçá, de descobrirem que têm um belíssimo Dragão dentro de si :).